Notícias

Casa da Cultura

Casa da Cultura abre suas portas para Julio Paraty

Publicada em: 6 de fevereiro de 2015

Além de carregar no nome seu amor por Paraty, Julio Paraty também retrata a cidade há 50 anos. Para celebrar a carreira do artista, que avalia já ter produzido mais de três mil obras, a Casa da Cultura de Paraty expõe até fevereiro 50 trabalhos recentes do pintor. Telas em acrílica e guache sobre papel estão entre as pinturas de Julio, inspiradas na simbologia, na tradição e na memória caiçara. A mostra ocupará três espaços da Casa – a Sala Dona Geralda, o Corredor Principal e o Pátio.

 

Para esta exposição, que conta com montagem de Lucio Cruz, outro artista da cidade, quatro temas nortearam a organização da exposição: “Festas de Paraty”, “Paisagens”, “ Santos e Santas”, e “O Cotidiano”. Com a prevalência de cores quentes, sua obra é fruto de tudo o que o artista viu e viveu. Desse modo, o circuito expositivo contará a história de sua vida, que incluem homenagens aos amigos, cenas do dia a dia paratiense e das comemorações da cidade.

 

A mostra culminou na formatação de um catálogo com suas telas mais importantes. “Cinquenta trabalhos para os cinquenta anos da minha pintura. É a minha forma de agradecer às pessoas que me elogiam. Não sou modesto não, acho que mereço uma exposição desse porte, com caráter de retrospectiva por apresentar também um catálogo com 39 obras, a maioria de acervos particulares. Dedico esse catálogo à minha mãe querida e à minha psicanalista, as duas mulheres da minha vida”, revela Julio Paraty. Todas as obras da exposição estão à venda.

 

Julio_Paraty_101114_ (16)

 

Um artista de grandes influências

 

Julio Paraty começou a pintar aos 12 anos e teve como professora ninguém menos que a renomada pintora Djanira. “A Djanira foi como uma mestra, uma incentivadora. Aprendi muito com ela. Eu a conheci nos anos 60 e ela me ensinou algumas técnicas, me observava o tempo todo. Na época, ela estava fazendo o painel Festa do Divino em Paraty, aquele que está no acervo do Palácio do Governo de São Paulo. E me perguntou se eu preferia jogar bola ou pintar com ela. Imagine, fiquei radiante ajudando na pintura daquele painel. Tudo isso foi meus doze anos!”, relembra o artista.

 

Somente nos anos 1990, que Julio Paraty passou a viver de arte. Múltiplo e inquieto, voltou a Paraty nos agitados anos 1970, depois de uma temporada em São Paulo. Sempre aberto ao novo, o cinema também bateu à sua porta “Fui até ator, tudo para sobreviver e poder continuar pintando. Fiz direção de arte no filme O princípio do prazer, de Luiz Carlos Lacerda, depois a cenografia de República dos assassinos, de Miguel Faria, e fiz o figurino no meu terceiro longa-metragem, Chico rei, de Walter Lima Jr., com o qual ganhei o prêmio no Festival de Brasília”, conta Julio.

 

Em sua trajetória, Julio protagonizou cerca de trinta exposições individuais, incluindo a mostra  no Antiquário Chafariz,  em 1971, e no Centro Cultural São Paulo, em 1984, na capital paulista; em mostras da Funarte no Rio de Janeiro, em 1979 e 1981 e a  homenagem na 11ª Flip, em Paraty, no ano passado, com obras que retratavam as festas tradicionais da cidade.

 

 

SOBRE A CASA DA CULTURA DE PARATY

Espaço de atividades artísticas e culturais, a Casa da Cultura de Paraty foi pensada para se tornar um ponto de encontro e convívio, com fortes referências para os moradores – um lugar de troca de experiências e ideias, discussão e produção de arte e cultura para a comunidade, professores, alunos, artistas e artesãos e também para visitantes. Com uma programação semanal fixa de apresentações artísticas, audiovisuais e musicais, o espaço também acolhe exposições de grande, médio e pequeno porte.

 

A Casa da Cultura de Paraty tem o Grupo Águas do Brasil como Patrono, o Grupo Globo como patrocinador e conta com o apoio da Fundação Roberto Marinho, da Prefeitura de Paraty e da Lei Federal de Incentivo à Cultura.

 

 

SERVIÇO
Exposição Julio Paraty – 50 anos de pintura

Até 28 de fevereiro

Espaços: Sala Dona Geralda , Corredor Principal e Pátio

Entrada gratuita

 

Casa da Cultura de Paraty

Rua Dona Geralda, 177 / Centro Histórico
de terça a domingo, das 10 às 22 horas
(24) 3371 2325
facebook.com/casadaculturaparaty