Notícias

Futura

Edição especial do Educação 360 debate qualidade do ensino na Primeira Infância

Publicada em: 4 de julho de 2016

A Educação Infantil, no Brasil, só passou a ser considerada como parte da Educação Básica em 1996 e, atualmente, menos de 1% do PIB é investido na Primeira Infância. Para a chefe da divisão de Educação do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Emiliana Vegas, que participou de uma das mesas do Encontro Internacional Educação 360 – Educação Infantil, esta aplicação é pouca e ineficiente. “Investimentos na Primeira Infância devem ser o centro do desenvolvimento de um país. No Brasil, o gasto público é direcionado às crianças mais velhas”, diz. Na última quinta-feira (30), especialistas nacionais e estrangeiros se reuniram no Museu do Amanhã para debater a experiência brasileira de Educação Infantil. O Canal Futura, apoiador do evento, transmitiu ao vivo as apresentações.

 

Educacao360_ Emiliana VegasPara Emiliana Vegas, chefe da divisão de Educação do BID, é preciso haver mais investimento em educação infantil

 

Além de Emiliana Vegas, estiveram presentes Claudia Costin, diretora global de Educação do Banco Mundial e ex-Secretária de Educação da cidade do Rio de Janeiro; Abbie Raikes, diretora e professora assistente do “Global Early Childhood Development Research”, na Universidade de Nebraska, EUA; Mauricio de Holanda, ex-secretário estadual de Educação do Ceará; Cesar Callegari, diretor da Faculdade SESI-SP de Educação, membro do Conselho Nacional de Educação e presidente do IBSA; Cleuza Repulho, ex-presidente nacional da Undime Nacional (União dos Dirigentes Municipais de Educação), ex- secretária de educação do município de São Bernardo e Santo André. A mediação foi do jornalista Antônio Gois.

O recente lançamento do PNE (Plano Nacional de Educação), que define metas para as políticas de Educação na próxima década, criou um ambiente propício para o debate sobre a melhoria da qualidade da educação infantil e seu impacto no desenvolvimento da criança. Uma destas metas é a formulação da Base Nacional Comum Curricular (BNC) para a educação infantil, instrumento fundamental para o avanço da equidade em nosso país, e que inclui metas específicas para a Educação Infantil, como a que define a universalização da pré-escola e o aumento do atendimento das creches. Uma discussão de alto nível sobre a qualidade da educação infantil torna-se uma agenda urgente, com benefícios para todo o país.

Em setembro, será realizada o Educação 360, evento que deu origem a esta edição sobre Educação Infantil. O evento é uma realização dos jornais O Globo e Extra, com parceria da Fundação Maria Cecília Souto Vidigal (FMCSV), Fundação Lemann, Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Banco Mundial e apoio da Revista Crescer, do Unicef, da TV Globo e do Canal Futura.