Notícias

Travessia – PE

Estudantes de escola pernambucana
fazem arte a partir da literatura

Publicada em: 30 de setembro de 2015

Literatura, teatro, música e artes plásticas. Nesta quarta-feira, os estudantes da Escola João Paulo I, em Jaboatão dos Guararapes, vão compartilhar os resultados do trabalho realizado no Telecurso Travessia, nas turmas do Ensino Médio da rede estadual de ensino de Pernambuco. Os estudantes tiveram como ponto de partida para as suas criações o livro “O Cortiço”, clássico de Aluísio de Azevedo. A iniciativa integra o “Percurso Livre”, atividade interdisciplinar do Telecurso que incentiva o prazer de ler obras da literatura clássica e contemporânea, nacional e estrangeira. Cada estudante recebe quatro livros ao longo do “Percurso Livre”, como forma de estimular a leitura, inclusive para as famílias. Além da vernissage e da dramatização teatral baseada no livro, o público assistirá a uma apresentação do coral Edgard Moraes, que dará um concerto-aula sobre os frevos de bloco. As apresentações começam às 19h.

O Travessia é uma iniciativa do Governo do Estado de Pernambuco, por meio da Secretaria de Educação, em parceria com a Fundação Roberto Marinho. Atualmente, sete mil estudantes do ensino médio acompanham o programa e todos estão desenvolvendo atividades a partir da leitura do livro “O Cortiço”. Durante a formação do Travessia, os professores recebem sugestões e participam de oficinas de literatura para criarem ações culturais em suas salas de aula. “Convidei o coral Edgard Moraes como forma de presentear meu alunos”, conta o professor Gilson Moraes, da Escola João Paulo I.

O programa visa mudar o quadro da educação pública em Pernambuco, com a aceleração da aprendizagem no Ensino Médio (para jovens acima de 17 anos) e no Ensino Fundamental (para jovens com 15 anos ou mais). Antes de sua adoção como política pública, a defasagem idade-ano no Ensino Médio era de 70%. Hoje, além de reduzir essa distorção para cerca de 40%, o projeto está incluindo milhares de jovens no contexto escolar, social e profissional. Aliado a um conjunto de políticas de correção de fluxo, o Travessia vem contribuindo para a reestruturação da rede pública de ensino em Pernambuco.