Notícias

Museu do Amanhã

Festival de Redação Cápsula do Amanhã
reúne textos sobre o futuro

Publicada em: 21 de setembro de 2015

Foi lançado no dia 17 o Festival de Redação Cápsula do Amanhã, que vai reunir redações de alunos do 8º e 9º ano do Ensino Fundamental da rede pública e particular de ensino com o tema “E daqui a 50 anos?”. Todos os textos participantes serão armazenados no Museu do Amanhã, na Praça Mauá, para serem reveladas somente em 2065. As inscrições para o concurso vão até dia 30 de setembro no site www.visaorio500.rio – as 100 melhores serão reunidas em livro. Mesmo após o encerramento das inscrições, os textos podem ser enviados ao site para armazenamento no Museu do Amanhã, até dia 12 de outubro.

Luiz Alberto no lançamento do concurso, na ABL
Luiz Alberto Oliveira no lançamento do concurso, na ABL

O concurso integra a programação do projeto Visão Rio 500, que tem o objetivo de construir uma visão de futuro para os próximos 50 anos da cidade. O lançamento foi realizado dia 17, na Academia Brasileira de Letras (ABL), no Centro. A Cápsula do Amanhã é uma iniciativa das secretarias de Governo e Educação do Rio, em parceria com o Museu do Amanhã. “É fundamental o engajamento de crianças e adolescentes neste processo de reflexão. O Rio que construiremos a partir dessa discussão será para eles, para as próximas gerações”, destacou o secretário de Coordenação de Governo, Pedro Paulo.

O tema inspirou a mensagem do curador do Museu do Amanhã, Luiz Alberto Oliveira, para os jovens presentes ao lançamento. “Ciência é uma forma de conversar com o mundo. Conversamos com os vulcões, o sol, as bactérias. E também com o amanhã. E o que ele nos diz? Ele nos diz que é uma construção, que todos juntos, como indíviduos, cariocas, brasileiros, membros da espécie humana, vamos construí-lo juntos”, destacou.

 

Inscrições
Para participar do concurso, o aluno deverá inscrever a redação, de 20 a 40 linhas, no site www.visaorio500.rio, entre os dias 16 e 30 de setembro. Após esse prazo, as inscrições para o concurso estarão encerradas, mas o site continuará recebendo as redações, até o dia 12 de outubro, somente para participar do processo de armazenamento no Museu do Amanhã.

Armazenamento
Todas as redações participantes do concurso serão armazenadas numa nuvem digital com duas senhas de acesso. Os códigos serão colocados numa cápsula do tempo, que será enterrada na área externa do Museu do Amanhã, na Praça Mauá, no dia 1º de março de 2016, e somente será aberta em 2065, quando os textos serão revelados.

Seleção
Os 100 melhores textos de cada rede serão selecionados pelas escolas até o dia 13 de outubro e encaminhados à ABL, que definirá os vencedores. Serão selecionadas por uma comissão formada por imortais da ABL, 50 redações das escolas municipais e 50 das particulares.

Publicação
Além da cápsula, o Festival também prevê a edição de um livro com as 100 melhores redações. O livro também será lançado no dia 1º de março do próximo ano.