Notícias

Qualifica Socioeducativo

Jovens em medida socioeducativa participam de
programa de educação para o mundo do trabalho

Publicada em: 3 de fevereiro de 2015

Preparar jovens que estão cumprindo medidas socioeducativas para o mundo do trabalho, estimular o protagonismo juvenil e a cultura de paz. Com esses objetivos, o Governo do Estado do Ceará, por meio das secretarias do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) e da Educação (Seduc) e a Fundação Roberto Marinho implementaram o programa pioneiro Qualifica Socioeducativo nos sistemas provisório, de semiliberdade e internação na região metropolitana de Fortaleza.

Ao todo, 700 jovens participaram do projeto, que teve início em agosto de 2014, em oito unidades da capital: Centros Educacionais Aldaci Barbosa Mota, Mártir Francisca, São Miguel, Passaré, São Francisco, Dom Bosco, Patativa do Assaré e Cardeal Aloísio Lorscheider.

O Dia Internacional dos Direitos Humanos, 10 de dezembro, foi escolhido para reunir 16 jovens que participaram do projeto e especialistas no tema “juventude em situação de vulnerabilidade social e mundo do trabalho”. Durante o Seminário, os presentes refletiram e debateram sobre questões como protagonismo juvenil, fortalecimento de vínculos familiares e desenvolvimento de valores e habilidades condizentes com o mundo do trabalho.

 

Qualifica Socioeducativo
700 jovens participaram do projeto, que teve início em agosto de 2014, em oito unidades de Fortaleza

 

Inserção

“O Qualifica Socioeducativo realiza um programa educativo que apoia estes jovens por meio do aumento das possibilidades de inserção no mundo do trabalho e da promoção da cultura de paz”, esclarece Aparecida Lacerda, gerente geral de educação profissional da Fundação Roberto Marinho. “Ao propor uma metodologia que tem o jovem como centro e o educador como mediador do processo de aprendizado, estimulamos o protagonismo juvenil, desenvolvemos a autoestima e a promoção dos direitos humanos”, conclui.

“O Qualifica é um projeto pioneiro no País, que nos permite fortalecer a capacitação desses jovens no Estado e promover-lhes a inserção no mercado do trabalho, tão logo cumpram as medidas socioeducativas”, destaca o titular da STDS, Josbertini Clementino. “Esses jovens logo, logo estarão com direitos iguais de inserção no cotidiano, no dia a dia das cidades, restabelecidos , e portanto, precisam estar aptos, prontos para participar do processo de desenvolvimento porque passa o Ceará”, defende o secretário.

O projeto

O Qualifica Socioeducativo está estruturado em três ciclos de aprendizagem, que se adaptam à progressão das medidas socioeducativas: “Mundo do trabalho”, “Qualifica” e “Cooperar”. O objetivo é apresentar aos jovens conceitos sobre as principais competências, saberes, habilidades e atitudes para lidar com os desafios do mundo do trabalho.

O “Mundo do Trabalho” apresenta aos jovens temas como direitos humanos e sociais, autonomia, ética e inclusão. Já no “Qualifica” são desenvolvidos conteúdos na área do conhecimento do turismo, enquanto no “Cooperar” os temas em foco são empreendedorismo e cooperativismo. O ciclo “Cooperar” é oferecido tanto para o jovem quanto para sua família, com o objetivo de estreitar os laços afetivos e ampliar as chances de acesso do mundo do trabalho, por meio do estímulo às iniciativas de geração de renda complementar.

O Qualifica Socioeducativo reúne ainda oficinas de linguagens, que privilegiam o uso da matemática e do português no cotidiano, atividades artísticas, lúdico-criativas e ações que contemplam valores humanos e respeito à diversidade. Sua metodologia contempla características do contexto, como por exemplo, permitir o aprendizado em um ambiente de alta rotatividade.

Implementação

O Qualifica Socioeducativo é uma forma de implementação do Programa Qualifica Educação Profissional, desenvolvido pela Fundação Roberto Marinho, adaptado à realidade do Sistema Socioeducativo, especialmente do Ceará. Pela parceria com a SEDUC e STDS, a Fundação Roberto Marinho realizou, desde agosto deste ano, três formações de educadores, a partir das diretrizes e recomendações do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE), e acompanhou a implementação pedagógica do projeto.

 

Qualifica Socioeducativo
O Qualifica Socioeducativo está estruturado em três ciclos de aprendizagem, que se adaptam à progressão das medidas socioeducativas

 

Cenário

A Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) coordena 15 centros de ressocialização de adolescentes em conflitos com a lei, sendo 9 (nove) na capital e 6 (seis) no interior do Estado, onde atende 1.080 jovens, com idades de 13 a 21 anos. Juntos, os 15 centros disponibilizam 680 vagas, sendo 500 vagas na Capital e 180 no interior, nos municípios de Sobral, Juazeiro do Norte, Crateús e Iguatu.