Notícias

Energia que transforma

Livro sobre boas práticas de consumo consciente de energia é lançado

Publicada em: 7 de dezembro de 2015

Nos dias 7, 10 e 15 de dezembro será lançado o livro “Educação com energia”, que destaca boas práticas desenvolvidas por professores que realizaram ações em suas escolas a partir da metodologia “Energia que Transforma”. A publicação traz relatos de 30 educadores e é uma iniciativa da Fundação Roberto Marinho, do Canal Futura e da Neoenergia. O livro estará disponível online e gratuitamente nos sites do Futura e das concessionárias da Neoenergia – COSERN, CELPE e COELBA.

A metodologia “Energia que transforma” tem como objetivo mobilizar a população para uma mudança de atitude em relação ao desperdício, além de promover o uso eficiente de energia. Em 2015, o projeto envolveu em média 700 educadores dos estados do Rio Grande do Norte, Bahia e Pernambuco. Os professores que participaram do projeto atuaram nas escolas como multiplicadores das práticas de eficiência energética, com o intuito de mobilizar alunos e comunidade, ampliando os espaços de reflexão sobre a temática, para o combate ao desperdício de energia e apoiar a mudança de comportamento da população.

O projeto atua desde 2012 e já atingiu cerca de 30 mil estudantes, passando pelos estados do Amazonas, Acre, Pernambuco e Rio de Janeiro. “Educação com energia” é fruto da parceria entre a Fundação Roberto Marinho e a Neoenergia, por meio do Canal Futura, e foi desenvolvido juntamente com Cosern (Companhia Energética do Rio Grande do Norte).

Dia 7 o lançamento será em Natal, no Centro Cultural Candinha Bezerra – Casa da Indústria, às 18h.

Saiba mais sobre a metodologia
Desenvolvida no âmbito do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel), em parceria com a Neoenergia, a ação tem como objetivos mobilizar a população para uma mudança de atitude frente ao desperdício e promover o uso eficiente de energia, conforme previsto no Plano Nacional de Energia (PNE) e no Plano Nacional de Eficiência Energética (PNEf), ambos do governo federal.
“Energia que Transforma” aposta na união entre comunicação e educação ao reunir em seus kits pedagógicos duas séries – uma para TV, chamada Vida de República, exibida pelo Canal Futura, e outra para rádio, intitulada Alô, João! – e cadernos didáticos, além de um jogo educativo. Para estender o acesso de professores, educadores e estudantes ao projeto, o programa de televisão está disponível para download no Futuratec, ferramenta que oferece gratuitamente conteúdos educativos do Canal pela internet: www.futuratec.org.br.
A metodologia engloba oficina de formação e ações de acompanhamento para formação continuada, ações de mobilização e de comunicação, além do monitoramento das atividades realizadas.

Canal Futura
O Canal Futura é uma experiência pioneira de comunicação para transformação social, que opera a partir de um modelo de produção televisiva educativa, participativa e inclusiva, não comercial, não governamental, sem fins lucrativos e de interesse público, com base em parcerias que articulam e mobilizam uma rede social em vários estados brasileiros. Quarenta e um milhões de pessoas assistem regularmente à programação, por meio de antenas parabólicas, TVs por assinatura, TVs Universitárias parceiras, sendo, em algumas localidades, em canal aberto (UHF e VHF).
O canal Futura é resultado da parceria entre organizações da iniciativa privada, unidas pelo compromisso de investir socialmente e líderes em seus segmentos. Os parceiros mantenedores são CNI, Fecomércio RJ e SENAC RJ, Fiesp, Firjan, Fundação Bradesco, Fundação Itaú Social, Rede Globo, Sebrae, SESC RJ, Turner Broadcasting System e Votorantim.

Sobre a Neoenergia
A Neoenergia está entre os 50 maiores grupos econômicos do país. Presente em 13 estados, com mais de 5 mil colaboradores diretos, atua em toda a cadeia de energia: distribuição, geração, transmissão e comercialização. Em distribuição de energia, é o maior grupo privado do setor elétrico em número de clientes, ultrapassando a marca dos 10 milhões de unidades consumidoras na Bahia, em Pernambuco e no Rio Grande do Norte, onde controla, respectivamente, as distribuidoras Coelba, Celpe e Cosern.