Notícias

Futura

Maleta Futura “Por que Pobreza? Educação e Desigualdade” chega à Bahia

Publicada em: 6 de fevereiro de 2015

Na última quinta-feira (5/2), o Canal Futura e a Secretaria Municipal de Educação de Vitória da Conquista lançaram a Maleta Futura “Por que Pobreza? Educação e Desigualdade” durante a Jornada Pedagógica 2015. O evento aconteceu no Centro de Convenções Divaldo Franco.

A Maleta Futura “Por que Pobreza? Educação e Desigualdade” é um material educativo, produzido pelo Futura em parceria com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e a organização sul-africana Steps International. Reúne documentários, livros,  jogos e outros conteúdos pedagógicos para serem usados em sala de aula como ponto de partida para reflexão de questões globais, neste caso a pobreza.

O kit educativo foi apresentado durante a palestra “Educação e Desigualdade”, pelo pesquisador da Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais e da Universidade Estadual do Rio de Janeiro André Lázaro. O professor falou sobre o uso da educação como caminho para o combate à pobreza e à desigualdade no país.

Também estiveram presentes no lançamento do projeto no estado a gerente da área de Mobilização e Articulação Comunitária do Canal Futura, Ana Paula Brandão, e o secretário municipal de educação de Vitória da Conquista, Valdemir Dias.

“Esperamos que o conjunto de materiais que compõem a Maleta Futura possa apoiar a formação continuada dos professores e ser também uma ferramenta pedagógica para uso em sala de aula. A ideia é que, em conjunto, a equipe do Futura, professores envolvidos e os gestores da secretaria construam as estratégias de atuação com a ‘Maleta Futura Por que pobreza? Educação e Desigualdade’ na rede”, declarou Ana Paula.

Para o secretário Valdemir Dias, “A educação é o único caminho para combater a desigualdade. Por isso, acreditamos que o projeto será muito importante para a Rede Municipal de Ensino. Com certeza, será uma rica troca de experiências”.

Por meio do kit, uma seleção de material audiovisual, textos inéditos e propostas interativas, o Futura e a Secretaria Municipal de Educação visam fomentar a reflexão sobre as condições de produção e reprodução da pobreza. Para trabalhar esses conteúdos em sala de aula e em outras atividades, cerca de 70 professores, gestores e coordenadores pedagógicos da rede municipal de ensino de Vitória da Conquista participarão de oficinas de formação. O projeto Maleta Futura será implementado em 25 escolas do município em turmas dos anos finais do Ensino Fundamental e da Educação de Jovens e Adultos (EJA), na cidade e no campo.

A Maleta Futura “Por que Pobreza? Educação e Desigualdade” já é adotada nos estados do Ceará, Maranhão, Minas Gerais e Pernambuco. Em 2015, a maleta chegará ao Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Saiba mais sobre a Maleta Futura ‘Por que Pobreza? – Educação e Desigualdade’

A diretora do Canal Futura, Lúcia Araújo, afirma que “o título do projeto, ‘Por que pobreza?’, estimula e convida ao diálogo e à busca por respostas. Ao mesmo tempo, instiga a busca por transformação social”. Para ela, o objetivo dessa iniciativa é “atuar na formação dos educadores, contribuindo para que esses profissionais entendam o contexto em que vivem seus alunos e aperfeiçoem o seu trabalho. Na Maleta, a educação é a estratégia na luta contra a pobreza”, destaca.

Nas mãos dos educadores, a coletânea vai promover “a reflexão, a compreensão e a ação sobre as condições de produção e reprodução da pobreza”, conforme explica o pesquisador da Universidade Estadual do Rio De Janeiro (UERJ), André Lázaro, coordenador dos dois cadernos do projeto. Os textos informativos são acompanhados de propostas de atividades e de compartilhamento da ação. Como exemplos, a criação de um “diário de bordo” (um registro do trabalho ao longo do ano), pesquisas sobre a história das comunidades onde estão as organizações parceiras, campanhas na internet, dentre outros.

Conteúdos

O material educativo é reunido em uma mala customizada em um formato que lembra o da maleta de caixeiros-viajantes. Fazem parte da Maleta Futura ‘Por que Pobreza? ­– Educação e Desigualdade’:

  • Oito documentários do projeto internacional ‘Why Poverty?’ (Por que Pobreza?) legendados em português e o guia de uso feito pela organização Steps International;
  • Mais de 50 programas do Futura que dialogam com a temática;
  • O livro “Para compreender a pobreza no Brasil”, de Victor Valla e outros;
  • O Anuário Brasileiro da Educação básica – 2013;
  • O jogo Torre de Hanói;
  • Materiais de instituições de referência em educação, pobreza e desigualdade;
  • Dois cadernos pedagógicos com textos de autores da América Latina e do Brasil, com curadoria compartilhada com o Ipea, sugestões de atividades que refletem sobre a educação como caminho para a transformação social, indicação de fontes complementares de pesquisa.

Mais informações sobre as maletas estão no site do Futura e no endereço http://www.maletafutura.org.br. Os filmes que compõem a Maleta Futura enriquecem o debate ao oferecerem distintas visões sobre a pobreza no mundo. Os longas-metragens: “A História da Pobreza”, de Ben Lewis, visita diferentes momentos da miséria no mundo, desde o período Neolítico aos dias atuais; e “Bem-vindo ao Mundo”, dirigido por Brian Hill, apresenta as circunstâncias dos nascimentos de crianças em diversos países e como a pobreza atinge os bebês já nos seus primeiros momentos de vida.

A origem

A Maleta é fruto de seminários e encontros entre a equipe de Mobilização e Articulação Comunitária e educadores de diferentes regiões do país. O material também foi idealizado para servir de ferramenta aos educadores em salas de aula.

A história da “Maleta Futura Por que pobreza? – Educação e desigualdade” começou há sete anos com a parceria da organização sul-africana Steps International, da BBC e da Rádio Televisão da Dinamarca no projeto ‘Why Democracy?’ (Por que democracia?). Os documentários dessa série foram transmitidos simultaneamente por 48 emissoras, incluindo o Canal Futura. Uma das produções foi prestigiada com o Oscar de Melhor Documentário porTaxi to the Dark Side” a trazer à tona a relação de diferentes nações com a democracia.                                                                                                       

Essa ação tinha o propósito de desencadear uma discussão no mundo sobre a relevância da democracia, segundo o olhar de diversas sociedades. “Como um canal de natureza pública, abraçamos a iniciativa e nasceu a Maleta Democracia”, conta Lúcia. Como um desdobramento dessa experiência, em 2012, foi lançado o ‘Why Poverty?’ (Por que Pobreza?) para estimular a discussão em torno de um problema global. Os filmes foram veiculados pelo Futura, parceiro exclusivo no Brasil, e por mais de 70 emissoras de diversos países (como BBC, Arte, NHK e PBS), na mesma semana. O objetivo era fomentar o debate acerca das desigualdades sociais e estimular mobilizações ao redor do mundo, por meio da divulgação multimídia de produções audiovisuais.

Graças à parceria do Futura com a Steps International, a Maleta Futura conta com longas e curtas-metragens que tratam de temas relacionados à pobreza, como educação, igualdade de gêneros, condições em que as crianças nascem, corrupção, mudanças climáticas, eficácia dos programas de assistência global e efeitos das guerras e de doenças. Os filmes estão disponíveis em www.whypoverty.net. Assista a um dos documentários brasileiros que integram o projeto ‘Por que pobreza?’, que retrata o cotidiano de uma menina na favela de Heliópolis, em São Paulo: http://www.whypoverty.net/en/video/a-girls-day.