Notícias

Museu do Amanhã

Museu do Amanhã e Science Museum firmam parceria

Publicada em: 25 de junho de 2015

O Museu do Amanhã e o Science Museum de Londres assinaram um acordo de parceria nesta sexta-feira, dia 26, com a intenção de promover o intercâmbio de exposições e equipes, além da formação de professores. A diretora adjunta do Science Museum, Jean Franczyk; o presidente do Instituto de Desenvolvimento e Gestão (IDG), Ricardo Piquet – o IDG é a organização social de cultura responsável pela gestão do Museu do Amanhã -; o diretor do British Council no Brasil, Eric Klug; e o cônsul geral do Reino Unido no Rio de Janeiro, Jonathan Dunn, estiveram presentes. O encontro aconteceu após o encerramento do seminário “Museus e seus públicos”, realizado pelo British Council no Museu de Arte do Rio – MAR.

O Science Museum Group é um dos maiores e mais importantes grupos de museus de ciência e inovação no mundo. Com cinco museus na Inglaterra, o grupo recebe mais de 5 milhões de visitantes por ano, e possui mais de 7 milhões de objetos coletados em 150 anos de trabalho. O Science Museum em Londres está entre as atrações mais visitadas do Reino Unido, sendo visitado por mais de 3 milhões de pessoas a cada ano. “Estamos felizes em iniciar a parceria com o Museu do Amanhã e com as oportunidades que nascem dessa troca. Ambos temos como objetivo ampliar o conhecimento de ciências para que cidadãos possam participar de grandes debates sobre o futuro e contribuir para a prosperidade e o bem-estar de nossas nações”, conta a diretora Jean Franczyk.

 

Trabalho para promover o conhecimento científico

Uma das âncoras da revitalização da Zona Portuária carioca, o Museu do Amanhã é um museu de ciências que vai explorar as possibilidades de futuro e a maneira como queremos viver e conviver no mundo. Para Luiz Alberto Oliveira, curador do Museu do Amanhã, esta parceria vai trazer novas perspectivas e um grande aprendizado. “Os museus do Science Museum Group, em especial o de Londres, são instituições de tradição e prestígio. Para nós, do Museu do Amanhã, esta parceria é um passaporte para começarmos a integrar este grande time, que tem expertise no assunto”, afirma.

O documento prevê o intercâmbio de experiências e conteúdo. As duas instituições vão trabalhar em conjunto para promover o conhecimento científico, em eventos como seminários e exposições, além de programas educativos, formação de equipes e atividades na área de Ciência e Tecnologia. Entre as primeiras ações previstas está a realização de uma exposição do Science Museum no Museu do Amanhã, em 2016.

“Acreditamos que esta é uma parceria muito potente para ampliar e qualificar as ações de ambos os museus, comprometidos em construir uma sociedade mais consciente a partir do acesso e do engajamento com as ciências”, conclui Lucimara Letelier, diretora adjunta de Artes do British Council. A instituição pretende seguir apoiando esta parceria, em especial no intercâmbio de equipes e capacitação de professores integrados a seus programas nas áreas de museus e de STEM (sigla em inglês para Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática).

A Fundação Roberto Marinho – responsável pela concepção e implementação do Museu do Amanhã com a Prefeitura do Rio de Janeiro – e o Science Museum começaram a construir este acordo de cooperação na edição 2013 do Programa Transform de Museus, iniciativa do British Council que realiza intercâmbios entre profissionais e museus brasileiros e britânicos.

Ambos os museus recebem apoio institucional e investimento da BG, grupo de óleo e gás. Em sua parceria com o Science Museum em Londres, o BG Group incentiva as atividades educativas e culturais voltadas para a ciência. No Rio, a BG Brasil é mantenedora do Museu do Amanhã e patrocinadora do Museu de Arte do Rio – MAR, por meio da lei de incentivo à cultura.