Notícias

Prêmio Jovem Cientista

Prêmio Jovem Cientista abre inscrições no dia 29 de janeiro

Publicada em: 24 de janeiro de 2018

Começam nesta segunda-feira, dia 29 de janeiro, as inscrições para a 29ª edição do Prêmio Jovem Cientista (PJC), cujo tema será “Inovações para a conservação da natureza e transformação social”. Podem concorrer estudantes do Ensino Médio, Ensino Superior, mestres e doutores. Há, ainda, mais duas categorias dentro do prêmio: Mérito Científico para o pesquisador doutor que, ao longo de sua trajetória, tenha se destacado na área relacionada ao tema da edição, e Mérito Institucional, para instituições dos ensinos médio e superior com o maior número de trabalhos qualificados.

As inscrições e os trabalhos podem ser enviados até o dia 31 de julho, para o site www.jovemcientista.cnpq.br. A partir do mês de fevereiro serão disponibilizadas web aulas no site do PJC, voltadas para o tema deste ano, com o intuito de auxiliar os participantes no decorrer do prêmio.

Instituído em 1981, o PJC incentiva a pesquisa científica e os estudantes e jovens pesquisadores que buscam soluções inovadoras para os desafios do país. Biodiversidade, empreendedorismo e sustentabilidade, inovação e inclusão digital são algumas das linhas de pesquisa que podem ser consultadas no site do prêmio.

A 29ª edição do Prêmio Jovem Cientista é uma iniciativa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Fundação Roberto Marinho, Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza e Banco do Brasil.

Conheça as linhas de pesquisa

Na 29ª edição do Prêmio Jovem Cientista, estudantes do ensino superior, mestres e doutores poderão inscrever trabalhos relacionados a uma das seguintes linhas de pesquisa:

• Benefícios socioeconômicos gerados por unidades de conservação e demais áreas protegidas;
• Biodiversidade, serviços ecossistêmicos e bem-estar humano;
• Empreendedorismo e modelos de negócios para a inclusão digital e uso sustentável de recursos naturais;
• Incentivos econômicos para a conservação e o uso sustentável da natureza;
• Inovações para a conservação e o uso sustentável da natureza;
• Inovações para a inclusão digital da sociedade brasileira;
• O papel da biodiversidade e dos serviços ecossistêmicos na adaptação às Mudanças do Clima;
• Práticas inovadoras em educação, comunicação e divulgação sobre biodiversidade;
• Produção e consumo ambientalmente sustentáveis;
• Tecnologias digitais para transformação social;
• Tecnologias para incentivar a prática de economia colaborativa e sustentável.

Já na categoria Ensino Médio, poderão ser inscritos trabalhos relacionados a uma das seguintes linhas de pesquisa:

• Comunicação e mobilização para a valorização de áreas protegidas;
• Empreendedorismo e soluções locais para a conservação e o uso sustentável da natureza;
• Inovações para a conservação da natureza e o uso sustentável no ambiente escolar;
• Práticas inovadoras em educação ambiental e conservação da natureza;
• Tecnologias digitais para a conservação da natureza;
• Tecnologias digitais para transformação social.