Notícias

Prêmio Jovem Cientista

Vencedores do Prêmio Jovem Cientista participam de reunião da SBPC

Publicada em: 14 de julho de 2015

SBPC - Joana Pasquali, ganhadora do Prêmio Jovem Cientista, encontra o ministro da Ciência e Tecnologia, Aldo Rebello

Na reunião da SBPC, Joana Pasquali, vencedora do Prêmio Jovem Cientista, encontra o ministro Aldo

 

Os vencedores da XXVIII edição do Prêmio Jovem Cientista estão participando da 67ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência – SBPC, que este ano traz o tema “Luz, Ciência e Ação”. Até o dia 18 de julho, a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), em São Paulo, receberá cientistas de todo o mundo. Durante o encontro, os Jovens Cientistas têm a oportunidade de apresentar suas pesquisas premiadas sobre “Segurança Alimentar e Nutricional”. A exposição dos trabalhos, em formato de mesa-redonda, aberta a debates e perguntas, será na quarta-feira, dia 15, no auditório da Expotec.

O estande do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), onde ficam expostos os trabalhos dos jovens cientistas, foi visitado pelo Ministro da Ciência e Tecnologia, Aldo Rebelo, na segunda-feira. Vencedora na categoria “Ensino Médio”, a gaúcha Joana Pasquali mostrou a ele o detector caseiro de fraudes no leite. “O objetivo da fita Detectox é auxiliar a população a identificar e denunciar fabricantes de leite UHT adulterados. Quando a amostra do produto é colocada na fita, a reação química entre as substâncias gera cores diferentes, revelando a contaminação”, explica a estudante.

Já o jovem cientista Deloan Perini, do Rio Grande do Sul, levou para o evento seu sistema de agricultura urbana, pesquisa vencedora na categoria “Ensino Superior”, que oferece uma estrutura sustentável, transforma os espaços vazios da cidade e cria equipamentos públicos para uso dos cidadãos. “Estimamos que as hortas urbanas em Erechim, onde desenvolvi o projeto, tenham capacidade para produzir 4,5kg de alimentos por metro quadrado. Identificamos aproximadamente 13.500 m² de vazios urbanos, o que significa a produção de mais de 60 mil quilos por mês”, conta. Por fim, a carioca Camila Maranha, 2ª colocada da categoria “Mestre e Doutor”, apresenta sua avaliação do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), uma das políticas públicas responsáveis pela saída do Brasil do mapa da fome da Organização das Nações Unidas (ONU). “Percebemos que a maior parte das avaliações já disponíveis concentrava-se em aspectos nutricionais, não na gestão do programa. O objetivo foi fazer uma pesquisa que contemplasse a visão de quem trabalha diretamente com alimentação escolar e as características que o programa assume em âmbito municipal”, esclarece.

Deloan e Camila conversam com o ministro
Deloan e Camila conversam com o ministro no estande do CNPq

A presença no evento, com direito a exposição do projeto, participação em workshops e palestras, entre outras atividades que compõem a programação, é um dos benefícios concedidos aos primeiros colocados do Prêmio Jovem Cientista. Os vencedores recebem ainda prêmios em dinheiro, bolsas de iniciação científica e têm a chance de participar de eventos de grande porte, como a Reunião da SBPC.

Nesta edição da Reunião da SBPC, serão oferecidas mais de 200 atividades com a participação de pesquisadores renomados do Brasil e exterior e gestores do sistema estadual e nacional de Ciência e Tecnologia. A programação completa está no site www.sbpcnet.org.br.

O Prêmio Jovem Cientista é uma iniciativa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), em parceria com a Fundação Roberto Marinho, a BG Brasil e a Gerdau.