Notícias

Escola Fundação Roberto Marinho – RJ

Escola da Fundação Roberto Marinho leva educação básica para 6 comunidades do Rio de Janeiro

Publicada em: 4 de outubro de 2017

Todos os dias, Rosana Santos levava a filha, Emanuelle, à aula, na escola de aplicação da Fundação Roberto Marinho em Maria da Graça. Ao perceber o interesse crescente da filha pelos estudos e a facilidade com que a jovem aprendia, percebeu que também podia voltar a estudar e realizar o sonho de concluir a escolaridade básica. Hoje, Rosana senta lado a lado com a filha em sala de aula e sonham juntas em empreender e cursar universidade. “Eu já tinha vontade, mas não sabia como dar o primeiro passo. Depois que a minha filha começou a estudar e vi a alegria dela em vir estudar, decidi voltar também”. A professora Andréa Ignaci, que dá aula para mãe e filha, conta que, assim como Rosana e Emanuelle, seus estudantes chegam com muita vontade de aprender. “São todos muito comprometidos com o estudo, eles querem mudança de vida”, define.

Telecurso nas Olimpíadas (8) - Copia

Atividades artísticas fazem parte da aprendizagem dos jovens

A escola da Fundação Roberto Marinho inclui estudantes que estão fora da escola ou não conseguiram desenvolver seus estudos na idade certa. Por meio da metodologia do Telecurso, os estudantes têm a possibilidade de concluir o ensino fundamental em 24 meses e o ensino médio em 18 meses.
Atualmente, a escola da Fundação Roberto Marinho está presente em seis comunidades do Rio de Janeiro : Jacaré e Manguinhos (pólo Maria da Graça), Porto da Pedra (São Gonçalo), Santa Marta (Botafogo), Rio Comprido e Jacarepaguá. Este mês, a escola chega à Maré, por meio de uma parceria com a Organização não-governamental Luta pela Paz.

Desde 2011, 1.775 estudantes se formaram na escola da Fundação, no Rio de Janeiro: 470 no ensino fundamental e 1.305 no ensino médio. Hoje, 431 estudantes estão em sala de aula.

Veja mais na reportagem do RJ-TV 1ª edição.